PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

domingo, 27 de junho de 2010

EU PREFIRO UM GALOPE SOBERANO, À LOUCURA DO MUNDO ME ENTREGAR

Este é um cordel que fiz com o mote da letra da música "Canção Agalopada" de Zé Ramalho. Também é um dos textos mais lidos do Recanto, mas que eu ainda não havia postado por aqui...

Eu nasci conjugando o verbo amar
E até prá chorar eu dei trabalho
De mocinha sai pra trabalhar
Sou de raça, de luta, sou Ramalho.
Povo forte, de sangue nordestino
Que carrega consigo o versejar
Valorizo e admiro o seu cantar
De quem vive em um mundo desumano
Eu prefiro um galope soberano
A loucura do mundo me entregar.

Faço versos e faço de improviso
De meu pai aprendi essa façanha
Se for bom trovador eu já aviso
Que de mim não é fácil, ninguém ganha
Homem velho, sabido, já apanha
E acaba cometendo algum engano
Mas não sou infalível, posso errar
Isso é natural em todo ser humano
Eu prefiro um galope soberano
A loucura do mundo me entregar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...